Erro
  • Erro ao carregar componente: com_imageshow, 1

CUBANO POR 30 DIAS

Com a finalidade de mostrar uma realidade, ainda muito atual, do que poderia ter acontecido com o Brasil se não fosse a Contra-Revolução de 1964, o TERNUMA transcreve uma longa reportagem de autoria do jornalista Patrick Symmes, na qual ele relata, na primeira pessoa, sua experiência de ter (sobre)vivido por um mês em Cuba, no ano de 2010.
 
O texto foi publicado no jornal “Público 20″ de Portugal, mostrando “com o que os cubanos têm para viver”. Symmes conseguiu sobreviver com o salário médio de um jornalista cubano, que é de 15 dólares por me, e um cartão mensal de racionamento que só dava para comer durante 12 dias. “Em Cuba, o salário médio é de 20 dólares por mês. Os médicos podem chegar a ganhar 30; a maioria das pessoas só consegue dez”, diz ele. O site Folha.Com, no mês de janeiro de 2011, também publicou a reportagem de Patrick Symmes.
 
Preocupado com a possibilidade de que o leitor fique passando fome ou tenha venha, compulsivamente, assaltar sua geladeira, dividiremos o relato de Patrick Symmes em quatro capítulos.
 
Não se esqueça! Entre um capítulo e outro, medite sobre o que poderia ter sido de nós se os “democratas” da ALN, POLOP, COLINA, MR-8, PCBR, VAR-P e outras facções de esquerda não tivessem sido derrotados, militarmente, àquela época.

Leia o Capítulo I
 
Leia o Capítulo II
 
Leia o Capítulo III
 
Leia o Capítulo IV

O TERNUMA agradece sua visita.
Ir para o topo
Desenvolvimento, Hospedagem e Manutenção por IBS Web.'.