Erro
  • Erro ao carregar componente: com_imageshow, 1
Onde eles estão?

JOÃO CARLOS BONA GARCIA
( " ANDRE " )

- Foi um dos fundadores do Partido Operário Comunista (POC), em Passo Fundo/RS.

- Em dezembro de 69, era membro da Unidade de Combate da VPR no RS, denominada "Manoel Raimundo Soares" (UC/MRS).

- Em 01 Mar 70, no Rio Grande do Sul, a fim de desviar de S.Paulo a atenção dos órgãos de segurança, a UC/MRS da VPR, inicia as ações armadas. Na noite de domingo, 01 de Mar, Reinholdo Amadeu Klement e Irgeu João Menegon, com a cobertura de João Carlos Bona Garcia e Luiz Carlos Dametto, roubam um Gordini marrom que estava estacionado na Rua 24 de Outubro, em frente ao Cine Coral, em Porto Alegre.

- Na manhã de 02 Mar 70, esses mesmos quatro militantes da VPR sob o comando de Fernando Damatta, assaltaram ainda, um Volks do Banco do Brasil que transportava dinheiro da Companhia Ultragas, levando 65.000 cruzeiros. Para esta ação, usaram o Gordini roubado na noite anterior e um Volks bege, de propriedade de Irgeu, denominado "Velho Cancheiro" e que seria utilizado em todos os assaltos daquele ano. Foi a primeira ação armada de Bona Garcia.

- Participou do assalto a um carro pagador do Bradesco.

- Em Porto Alegre/RS, em 11 Abr 70, a prisão de Eliana Lorentz Chaves possibilitou as "quedas", nos dois dias seguintes, do comandante da UC/MRS - Felix Silveira Rosa Neto, de Fernando Damatta Pimentel e de Irgeu João Menegon, que haviam participado da fracassada tentativa de seqüestro do cônsul norte-americano, além de João Carlos Bona Garcia e de Elvaristo Teixeira do Amaral, este no dia 26 de abril. As declarações dos militantes presos, particularmente as de João Carlos, possibilitaram o desvendamento da tentativa de seqüestro e da identifcação dos demais militantes que integravam a UC gaúcha, além da localização de 5 "aparelhos" da organização em Porto Alegre.

- Em 13 Jan 71, foi um dos 70 militantes comunistas banidos para Santiago/Chile, em troca do Embaixador da Suiça (Ver VERDADE HISTÓRICA).
 
- Exilou-se no Chile, depois na Argentina, Argentina e França.
 
- Retornou ao Brasil, anistiado, em 1979.
 
- Em 1989, lançou, em parceria com Júlio Posenato, um livro de memórias cujo título é “Verás que um filho teu não foge a luta”.
 
- Foi Presidente da Comissão de Indenização a Ex-Presos Políticos do Rio Grande do Sul e da Comissão do Acervo da Luta contra a Ditadura.

- Em 1989 foi Subchefe da Casa Civil do governo Pedro Simon no RS.

- Em 1996, Secretário Geral do PMDB gaúcho.
 
- Em 13 Mai 96, tomou posse no Conselho de Diretores do Banco do Estado do Rio Grande do Sul (BANRISUL).
 
- Ainda no Governo Antônio Britto, foi, foi presidente da Fundação de Desenvolvimento de Recursos Humanos  e chefe da Casa Civil.

- Em Jan 1997, assumiu a presidência do Sindicato dos Bancos do RS.
 
- Em 1998, Antônio Brito nomeou-o Juiz da Justiça Militar do RS, cargo que exerce até hoje.

O TERNUMA agradece sua visita.
Ir para o topo
Desenvolvimento, Hospedagem e Manutenção por IBS Web.'.