Erro
  • Erro ao carregar componente: com_imageshow, 1
Onde eles estão?

ALOYSIO NUNES FERREIRA
("BETO", "MATEUS")

- Como presidente do Centro Acadêmico XI de agosto, da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, São Paulo, participou da ocupação da Faculdade, ameaçando incendiá-la caso fosse invadida pela polícia. Contava para isso com mais de 100 coquetéis molotov.
 
- Em 1964 ingressou no Partido Comunista Brasileiro.
 
- Descontente com a linha pacífica do Partidão, optou pela luta armada, ingressando na Ala Marighela, mais tarde Ação Libertadora Nacional (ALN).

- Dentre muitas ações terroristas, a Ação Libertadora Nacional (ALN) participou do assassinato do Cap. do Exército dos EUA, Charles Rodney Chandler e do seqüestro do Embaixador americano Charles Burke Elbrick.

- Seu líder, Carlos Marighela, de quem era motorista, ficou famoso pela pregação da violência, sendo o autor do Minimanual do Guerrilheiro Urbano, livro de cabeceira das Brigadas Vermelhas, na Itália, e do grupo terrorista Baader-Meihoff, da Alemanha.
 
- Em 10/08/1968 participou do assalto ao trem pagador da Santos-Jundiaí e, em outubro desse mesmo ano, ao carro pagador da Massey-Ferguson.

- Tentou viajar para Cuba com a finalidade de fazer um treinamento militar, no que foi impedido por Carlos Marighela.
 
- Em novembro de 1968, com o passaporte falso, viajou para Paris onde passou a coordenar as ligações de Cuba com os comunistas brasileiros.
 
- Após três anos em Paris filiou-se ao Partido Comunista Francês.

- Negociou com o Presidente argelino Houri Chedid Boumedienne para que comunistas brasileiros recebessem treinamento militar na Argélia.

- Regressou ao Brasil após a Lei da Anistia, de 1979, ingressando na política.
 
- Desfiliou-se do PCB e filiou-se ao PMDB, tendo sido eleito por este partido deputado estadual de 1983 a 199. Em seu primeiro mandato, foi líder do governo Franco Montoro na Assembléia Legislativa. Em seu segundo mandato, foi líder do governo Orestes Quercia.
 
- Foi vice-governador de São Paulo de 1991 a 1994, eleito na chapa de Luiz Antônio Fleury Filho. Acumulou a função de vice-governador com a de secretário estadual de Negócios Metropolitanos.
 
- Em 1992, foi candidato derrotado à Prefeitura de São Paulo.
 
- Em 1994, foi eleito Deputado Federal pelo PSDB.

- Interrompeu o mandato de 1999 a 2002, quando ocupou dois ministérios no governo FHC: a secretaria-geral da Presidência e o Ministério da Jusstiça.

- Como Secretário Geral da Presidência da República viajou à Cuba, na semana de 08 à 13/10/2001, onde manteve conversações com seu velho e fraternal amigo Fidel Castro, o mais sangrento ditador do continente que mandou fuzilar no "paredon" 17 mil e prendeu trinta mil opositores ao Partido Comunista Cubano.

- No dia do seu retorno ao Brasil, como deferência ao seu passado revolucionário, Fidel Castro foi ao seu embarque no aeroporto e fez questão de acompanhá-lo até o avião para as despedidas.

- De 1995 a 2007, foi detentor de uma cadeira de Deputado Federal.
 
- Em 2005/2006, foi secretário municipal da cidade de São Paulo, durante o governo José Serra/Gilberto Kassab. Quando, em 1º de janeiro de 2007, José Serra assumiu o Governo do Estado de São Paulo, Aloysio foi o seu chefe da Casa Civil.
 
- No dia 3 de outubro de 2010, Aloysio Nunes foi eleito senador pelo PSDB de São Paulo.

O TERNUMA agradece sua visita.
Ir para o topo
Desenvolvimento, Hospedagem e Manutenção por IBS Web.'.