Erro
  • Erro ao carregar componente: com_imageshow, 1

MILITAR NÃO CHORAMINGA

 

 

 

Ivo Salvany - Cel Cav R/1

Basta um mínimo de massa cinzenta e compreensão racional para perceber que os militares das Forças Armadas têm baixos salários, hoje, porque foram éticos, honestos e respeitaram o povo e a Pátria brasileira, enquanto detiveram o governo nas mãos por 20 anos, agindo como sempre em sua honrosa história.

Quando puderam, não se auto beneficiaram com imorais aumentos de salários, como estamos vendo hoje na aética política dos PTralhas e mafiosos no poder; os militares não esbulharam o Estado em benefício próprio; não criaram os imorais cartões corporativos; não criaram o indecente número de ministérios , secretarias e milhares de cargos inúteis, mas muito bem remunerados, para empregar companheiros, vagabundos, criminosos e afins.

As Forças Armadas brasileiras têm regras claras e rígidas para homens de caráter; disciplinados; com moral e honra; e, vocacionados para o dever e para o sacrifício pela Pátria. Os oficiais e praças são concursados e voluntários. Desde a rigorosa seleção inicial, todos tomam conhecimento dos regulamentos; das diferenças; das vantagens e desvantagens em serem oficiais ou praças; acessam às duras regras do militarismo; e, são testados e avaliados permanentemente ao longo da carreira, onde prevalece a competência, o aperfeiçoamento e o mérito pessoal, em detrimento do imoral apadrinhamento político.

O militarismo é uma profissão de fé, de compromisso moral e de convicção de grandes sacrifícios pessoais, é a ideologia da hierarquia, da honra e da disciplina. Quem não se adapta às claras regras e exigências do militarismo há de ter vergonha na cara, parar de choramingar, agir com dignidade e pedir para sair.

Vade retro, satanás!

 

 

 

O TERNUMA agradece sua visita.
Ir para o topo
Desenvolvimento, Hospedagem e Manutenção por IBS Web.'.